Segundo a Sesdec, serviços públicos de saúde foram restabelecidos na cidade

selo

O Hospital de Campanha (Hcamp) do Corpo de Bombeiros instalado há 11 dias em Nova Friburgo, uma das cidades da região serrana do Rio afetadas pelos temporais, foi desativado nesta segunda-feira, após quase dois mil atendimentos.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec), o hospital foi desmontado em virtude do restabelecimento dos serviços públicos de saúde em Nova Friburgo (postos de saúde, UPA e hospitais).

A unidade realizou durante o período um total de 1.780 atendimentos, tanto de pacientes com ferimentos leves quanto de pacientes em estado mais grave, que depois de estabilizados foram transferidos para outra unidade capacitada para atender casos de maior complexidade.

No hospital de campanha foram realizados ainda 78 atendimentos pelo serviço de psicologia, 833 pelo serviço social, 755 exames laboratoriais e 135 tomografias, realizadas pelo tomógrafo móvel montado ao lado da estrutura.

Assim como em Nova Friburgo, a Sesdec montou um Hcamp também na cidade de Teresópolis, para ajudar no atendimento de vítimas das enchentes e deslizamentos da madrugada do dia 12 de janeiro. Mas a unidade foi desmontada no dia 19, quando a rede pública de saúde naquele município voltou a operar.

Moradores fora de casa

Mais de 25 mil moradores da região serrana do Rio estão fora de suas casas por conta dos temporais que causaram enchentes e deslizamentos de terra e provocaram a morte de 814 pessoas.

Segundo a Defesa Civil do Estado, o número de desabrigados (pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos) nas cidades da região serrana atingidas pela chuva é de 12.293. O total de desalojados (que podem contar com ajuda de amigos e familiares) chega a 12.821.

Em Teresópolis, 6.210 moradores estão desalojados e 5.058 estão desabrigados. Em Petrópolis (incluindo Itaipava), os números são os seguintes: 3.662 desalojados e 318 desabrigados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.