Homem morre enquanto aguardava atendimento médico em UPA no Rio

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, paciente teve uma parada cardíaca

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

Um homem de 56 anos morreu no início da tarde de quarta-feira (29) enquanto aguardava atendimento na UPA 24h localizada no bairro da Penha, zona norte do Rio de Janeiro. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, Antônio Firmino da Silva esperava a realização de exames quando teve uma parada cardíaca por volta das 12h40.

Leia também :
Rio de Janeiro é capital com pior nota na saúde
Saúde pública no Rio: ‘Nem animais são tratados assim’, reclama paciente

Segundo nota enviada pela secretaria, o paciente chegou à unidade de saúde às 9h26, procurando atendimento porque estava com tosse e falta de ar havia dois meses. O comunicado ressalta que "assim que chegou, o paciente recebeu atendimento prioritário devido a seu histórico de hipertensão".

Testemunhas relataram, no entanto, à reportagem do iG que, ao chegar à UPA passando mal acompanhado da filha, Antônio teve que aguardar por cerca de 15 minutos do lado de fora da unidade, que estava lotada. Os bancos indicados estariam, inclusive, no sol.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, "após o primeiro atendimento, o paciente foi encaminhado às 10h28 para uma radiografia por conta da suspeita de tuberculose. Uma hora mais tarde, ele voltou para uma reavaliação médica em que não foi caracterizada emergência".

A nota informa que o paciente foi, então, dirigido para fazer um hemograma e um exame de função renal. Enquanto aguardava os procedimentos, passou mal e morreu. Ele ainda foi levado para a sala de emergência, mas os médicos não conseguiram evitar o óbito com manobras de reanimação cardiopulmonar. À noite, a reportagem do iG esteve na UPA da Penha e constatou demora no atendimento médico e superlotação no local .

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG