Homem matou ex-namorada por ela dizer que ele mantinha relação homossexual

Suspeito, que esta preso desde fevereiro, foi denunciado pelo Ministério Público. Crime ocorreu em dezembro. Vítima estava grávida

iG Rio de Janeiro |

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou à 1ª Vara Criminal da Comarca da Capital (Tribunal do Júri) dois homens acusados do assassinato de Ana Lídia Silva Paulino, que estava grávida de quatro meses. O crime ocorreu em dezembro do ano passado, em Campo Grande, na zona oeste.

Um dos denunciados, Jefferson Costa da Silva, era ex-namorado da vítima. Segundo a acusação, ele teria cometido o crime por vingança. Segundo a Promotoria, Jéfferson estaria incomodado com o fato de a vítima estar supostamente contando na comunidade da Carobinha, no mesmo bairro, que ele mantinha relacionamento homossexual com outro morador da localidade.

Além de Jéfferson, que está preso desde fevereiro,também foi denunciado pelo crime César Augusto Hotz da Silva, suspeito de fornecer a arma. Ambos foram acusados de homicídio por motivo fútil e de modo que impossibilitou a defesa da vítima. Caso condenados, os denunciados poderão cumprir de 12 a 30 anos de prisão.

O crime foi cometido por volta de 1h na Rua Azhaury Mascarenhas do dia 3 de dezembro. Jéfferson teria chamado a ex-namorada com o pretexto de conversarem e a matou com tiros de pistola.

    Leia tudo sobre: violênciamulher assassinadacrimeRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG