Homem mais alto do mundo diz estar em busca de uma namorada

Turco Sulta Kosen veio ao Brasil divulgar o "Guinness Book" e quer aproveitar para conhecer os pontos turísticos do Rio de Janeiro

Luisa Girão, iG Rio de Janeiro | 18/11/2010 23:57

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-
Compartilhar:

Pela primeira vez no Rio de Janeiro, Sultan Kosen, o homem mais alto do mundo com 2,56 metros, participou de uma coletiva de imprensa, nessa quinta-feira (18), no Hotel Novo Mundo, no Flamengo, na zona sul do cidade.

"Quero que as pessoas me conheçam"

O turco também tem as maiores mãos e pés de uma pessoa viva, com 27,5 cm e 36,5 cm, respectivamente. Durante o bate-papo, ele fez questão de frisar que é uma pessoa normal, como outra qualquer, e que está à procura de uma namorada.

“A minha maior dificuldade é conseguir roupas e sapatos do meu tamanho. Como vim de família pobre, é muito caro mandar fazer. Já comprei um terno sob medida, e pelo menos um sonho já virou realidade: tenho uma calça jeans feita especialmente para mim. Além disso, tenho dificuldade de locomoção”, afirmou.

Amparado por uma muleta, o homem mais alto do mundo chegou a bater a cabeça por diversas vezes no teto da sala onde aconteceu a coletiva de imprensa. No entanto, isso não acontece na casa dele. “A única adaptação que fiz em minha casa é o teto, que mede 2,80 m, e a cama que é bem grande”, explicou Sultan, que pesa 140 quilos, sendo que 80% é só de estrutura óssea.

Devido a divulgação da edição 2011 do "Guinness Book", ele já teve a oportunidade de conhecer 35 países e vai aproveitar a estadia no Rio para ir a Búzios, na região dos lagos. “Cheguei hoje e meus amigos vão me mostrar os pontos turísticos da cidade. Amanhã, vou para Búzios e, na segunda-feira (22), embarco para São Paulo. Para viajar, é necessário que eu fique na primeira classe do avião e que o hotel junte três ou quatro camas para eu dormir.”

A causa do crescimento exagerado de Sultan foi um tumor benigno na glândula pituitária. Somente em 2007, aos 24 anos e com quase 2,50 m, o turco parou de crescer após uma intervenção médica. “Descobri minha doença aos 10 anos. Nessa época, media 1,60 m, a altura do meu pai. Já passei por três cirurgias, mas ainda tenho o tumor na cabeça. Não posso retirá-lo porque posso perder a visão ou morrer”, contou.

O homem mais alto do mundo ainda confessou que, no passado, as pessoas o tratavam mal e que ele tinha vergonha de sair do quarto, quando os pais recebiam visita em casa. “Eu sou uma pessoa normal e agora quero que as pessoas me conheçam. Não tenho vergonha da minha altura.”

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo