Governo do Rio revê dados do desabamento: 5 desaparecidos e não 7

O coronel Sérgio Simões, comandante do Corpo de Bombeiros e Secretário Estadual da Defesa Civil, pediu nova avaliação dos dados

Mario Hugo Monken, iG Rio de Janeiro |

AP
Bombeiros já resgataram 17 corpos dos destroços

O comandante do Corpo de Bombeiros e Secretário Estadual da Defesa Civil, o coronel Sérgio Simões, pediu a Secretaria Municipal de Assistência Social para fazer uma revisão no número de pessoas que estavam desaparecidas após o desabamento de três prédios no Centro do Rio de Janeiro. Nesta nova análise foi apurado que seriam 22 vítimas da tragédia, sendo que 17 já foram encontradas e cinco continuam desaparecidas.

O coronel, que está no local do desabamento acompanhando as buscas, declarou à imprensa também que vai liberar a Rua Treze de Maio para os pedestres na segunda-feira (30). Tapumes de madeira já estão sendo colocados para isolar a calçada onde aconteceu o desabamento. Segundo ele, as buscas irão prosseguir e não têm prazo para terminar.

O edifício Capital, que fica ao lado do prédio que desabou, continuará interditado e não tem prazo para ser liberado. Apesar de não haver risco de desabamento, três andares desse edifício foram atingidos por escombros.

A respeito dos corpos que ainda faltam ser encontrados, Simões não descarta a possibilidade que tenham sido levados junto com os escombros para o aterro sanitário em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Um corpo foi encontrado no depósito na sexta-feira (27) .

    Leia tudo sobre: prédiodesabamentobuscasbombeiroscorposescombros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG