Governo do Rio diz que Cidade da Polícia será inaugurada em outubro

Complexo vai abrigar delegacias especializadas e levará UPPs a perigosas favelas na zona norte, como Manguinhos e Jacarezinho

iG Rio de Janeiro |

O governo do Rio de Janeiro informou em nota, nesta segunda-feira (30), que a Cidade da Polícia será inaugurada em outubro. Complexo vai abrigar as delegacias especializadas em uma área de 41,6 mil metros quadrados, no Jacaré, zona norte da cidade. Além disso, o espaço será dividido em blocos, onde serão instaladas a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), a Central de Flagrantes e as Unidades de Monitoramento e Inteligência. Os policiais receberão uma central de treinamento que terá até uma favela cenográfica para simular situações reais de confronto .

O governo acredita que o projeto, orçado em R$ 40,1 milhões, será o primeiro passo para a pacificação das favelas do Jacarezinho e de Manguinhos, na mesma região. De acordo com o vice-governador Luiz Fernando Pezão, cerca de 200 policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ocuparão um posto avançado da PM , como o iG mostrou em abril, onde será instalada a nova sede do batalhão, nos próximos 40 dias. A futura sede, no entanto, só deve ser inaugurada em dezembro.

"Na Cidade da Polícia, vamos abrigar todas as especializadas, mais de dois mil policiais civil ajudarão no controle de uma área que ainda não está pacificada, que é a comunidade do Jacarezinho. Com a nova sede do Bope, queremos aumentar o efetivo da corporação de 400 para 800 policiais. Mas, todas as áreas ganharão Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs)", anunciou o vice-governador por meio de nota divulgada pela assessoria de imprensa do governo do Rio.

Ainda nesta segunda-feira, o governo anunciou que a favela da Mangueira será ocupada pelo Bope em junho. O objetivo é instalar mais uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no local.


    Leia tudo sobre: Cidade da PolíciaManguinhosJacarezinho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG