Governo diz que prepara 'reação organizada' contra arrastão

Secretário de Segurança está em Brasília para uma audiência com a presidenta eleita Dilma Rousseff (PT), mas vai conceder coletiva

Fábio Grellet, especial para o iG |

O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), afirmou hoje de manhã, no Seminário Internacional Sobre Políticas de Enfrentamento de Eventos Climáticos, que o governo prepara uma “reação organizada” de combate aos arrastões na região metropolitana do Rio.

O secretário Estadual de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, está em Brasília para uma audiência com a presidenta eleita Dilma Rousseff (PT), e pode ser que permaneça lá até amanhã. Segundo a assessoria, ele vai conceder uma coletiva para falar sobre os arrastões ocorridos nas últimas horas no Rio.

Cabral também afirmou que os arrastões podem ser resultado da instalação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora). Diante da dificuldade para manter as atividades criminosas em suas próprias comunidades, os bandidos teriam passado a praticar arrastões. “Claro que isso tem a ver com a reorganização do território que conquistamos. Mas vamos continuar pacificando, pois ainda existem comunidades que servem de fortaleza e escudo para o crime”, afirmou. Segundo Cabral, está sendo providenciada a compra de 300 motos para o policiamento nas ruas.

O assessor de imprensa da PM, tenente coronel Henrique Lima de Castro, afirmou nesta segunda-feira que 140 motos que foram emplacadas na sexta (19) começam a rodar nas ruas a partir de hoje. Outra ação prevista é aumentar o número de blitzes e o patrulhamento do Batalhão de Choque e do Batalhão de Polícia Rodoviário.

Anderson Ramos
Carros foram incendiados perto do Trevo das Margaridas, que liga a avenida Brasil e a Via Dutra

    Leia tudo sobre: arrastãorio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG