Frota blindada da Marinha começou a operar na 2ª Guerra Mundial

Veículos que atuam no Rio de Janeiro, no entanto, fazem parte da terceira geração de montagem

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro | 30/11/2010 15:16

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-
Compartilhar:

A frota blindada da Marinha responsável por levar policiais civis e militares para dentro do Complexo do Alemão, na Penha, zona norte do Rio de Janeiro, é apontada pelas autoridades de segurança pública do Estado como fundamental para a ocupação da favela. Somente estes veículos são capazes de transpor barreiras montadas por traficantes de drogas no local, como blocos de concreto e veículos queimados.

No total, a Marinha disponibilizou à Secretaria de Segurança Pública do Estado três tipos de blindados: M-113, CFN Anfíbio (CLAnf) e viaturas sobre rodas piranha. Confundido por muitos com um tanque de guerra, o Clanf é uma das principais atrações. De câmeras nas mãos, moradores tiram fotos e fazem vídeos da parte externa do veículo.

O comandante do Batalhão Logístico de Fuzileiros Navais, capitão-de-mar-e-guerra, Carlos Chagas, informou que a Marinha disponibilizou 98 homens para auxiliar no apoio logístico da operação. Segundo ele, os veículos resistem a tiros de fuzis e metralhadoras, como 7,62 e 30, que fazem parte do arsenal ostentado pelos traficantes. "A segurança é total", garante Chagas.

CFN Anfíbio 7A1: calor de 45º

A reportagem do iG entrou em um dos veículos e conheceu de perto sua operação. Um militar nos ajudou a entender como o blindado atua. Para entrar em movimento, o CLAnf precisa de 647 litros de diesel, o que garante uma autonomia de percurso de 490 quilômetros (menos de um quilômetro por litro).

Dois pedais e duas marchas põem o veículo em movimento. Os controles permitem que o veículo ande sobre terra, ultrapasse barreiras, e avance sob água.

O anfíbio tem duas escotilhas, uma acima da cabine que carrega a tropa e outra sobre a cabine do operador. O comandante tem uma cadeira especial, com direito a um periscópio que garante visão de 360º do local que esteja sendo percorreido.

Dentro do blindado, a escuridão é total. Apenas uma lâmpada fraca é acesa, de maneira a permitir que a tropa posicione suas armas em condição segura. Dependendo do calor externo, a sensação térmica na cabine de transporte pode chegar a 45º. Ar-condicionado não tem.

Por medida de segurança, o blindado conta com extintores de incêndio manual e automático - instalado dentro do motor, a fim de evitar incêndio em caso de aquecimento excessivo
 

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo