Fotógrafo baleado no Complexo do Alemão deixa CTI

Paulo Brandão Whitaker deixou o Centro de Terapia Intensiva; ele foi atingido no ombro por uma bala perdida

Agência Estado |

O fotógrafo da agência de notícias Reuters Paulo Brandão Whitaker, de 50 anos, deixou o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e foi transferido para um quarto particular neste sábado, do Hospital Pasteur, no Meier, na zona norte do Rio de Janeiro. Ele foi atingido ontem no ombro esquerdo por uma bala perdida quando estava dentro de um carro.

Whitaker teve uma crise hipertensiva e teve de ser internado no CTI. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, Whitaker deve ter alta ainda hoje. "Ele está lúcido, colaborativo e respirando espontaneamente (sem aparelhos)", diz a nota divulgada nesta manhã. Em entrevista ao vivo agora há pouco para o programa Hoje em Dia, da Rede Record, o fotógrafo disse que estava no carro transmitindo as imagens feitas no local quando foi baleado.

    Leia tudo sobre: rioviolênciaataques

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG