Filha que planejou assalto à mãe é condenada no Rio

Para juiz, a estudante agiu de forma dissimulada, ardilosa e não demonstrou preocupação ou arrependimento pelo crime

iG Rio de Janeiro |

Reprodução
Lauren Maya e Marcos Vinícius foram condenados pelo assalto à mãe dela
O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) condenou nesta quinta-feira (24) a estudante de Direito Lauren Maya Portella Silva dos Santos a 7 anos e 8 meses de prisão por planejar o roubo da sua própria mãe . O crime aconteceu no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, em agosto de 2009.

Na época, Lauren tinha 19 anos. A mãe foi abordada durante a noite a poucos metros da sua casa por dois rapazes armados a bordo de uma moto, que levaram o celular, a carteira e o veículo da vítima.

Segundo a denúncia, o roubo teria sido articulado por Lauren e seu namorado, o office boy Marcos Vinícius de Souza Almeida, em uma conversa telefônica. Ele teria entrado em contato com os rapazes que executaram o roubo e ela teria fornecido as informações sobre a rotina da mãe. Os outros envolvidos também foram condenados a regime fechado, porém com penas menores.

O juiz Richard Robert Fairclough, da 6ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, considerou que a estudante agiu de forma dissimulada, ardilosa e não demonstrou preocupação ou arrependimento. “Ao mesmo tempo em que sincroniza a ação do roubo, fala com a vítima, sua mãe, se despedindo, e ainda pede para que a mesma traga um doce da festa", escreveu o magistrado na sentença.

Filha de uma professora universitária e de um procurador federal, Lauren Maya era estagiária da Prefeitura de Mesquita, na Baixada Fluminense. Marcos Vinícius também responde a outro processo na Vara Criminal de Itaguaí com os demais réus por integrar uma quadrilha especializada no sequestro de gerentes de banco.

*com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: assalto à mãecondenaçãojustiça

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG