Cerca de 200 pessoas participam de homenagem às 12 crianças mortas na Escola Tasso da Silveira

Cerca de 200 parentes de vítimas, professores, alunos e moradores de Realengo participam neste sábado de um ato para relembrar as 12 crianças mortas pelo atirador Wellington Oliveira, na Escola Municipal Tasso da Silveira , em 7 de abril. Este sábado completa um mês do ataque, que também resultou na morte do atirador.

O grupo estendeu 12 camisetas em uma espécie de varal em frente à escola, às 9h. Cada blusa tinha a foto de uma das crianças assassinadas. Fotos também foram estampadas em balões e bexigas levados pelas pessoas. Pombas brancas foram soltas e o Hino Nacional executado.

Entoando canções religiosas, os manifestantes fizeram uma caminhada pelo bairro atingido pela tragédia. Crianças e adolescentes distribuíam rosas brancas para moradores e transeuntes da localidade da zona oeste. Pais dividiram seu sofrimento com amigos e desconhecidos, e houve muita emoção.

Um culto ecumênico será celebrado para as famílias na Igreja Presbiteriana. Pais de alunos mortos anunciaram que vão criar a associação “Anjos de Realengo”, para relembrar a tragédia e fazer um movimento para evitar novos fatos do gênero.

Às 19h, o arcebispo do Rio de Janeiro, d. Orani Tempesta vai celebrar em Realengo missa de um mês da morte das crianças.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.