Faíscas e gás originaram explosão em bueiro em Copacabana

Acidente ocorreu em julho e chamas deixaram um casal de americanos ferido

Bruna Fantti, especial para o iG |

Um curto-circuito, originado por uma falha em uma peça do transformador de luz subterrâneo da Light, gerou faíscas que se uniram a um gás e ocasionou a explosão na rua República do Peru, em Copacabana, zona sul do Rio, em junho deste ano. O acidente deixou um casal de americanos ferido, com queimaduras graves .

Futura Press
Turistas foram atingidos pela explosão de um bueiro em Copacabana
As constatações da origem da explosão foram feitas por técnicos do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Eboli) e entregue em um laudo ao delegado Fernando Reis, titular da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), que conduz as investigações sobre o caso. 

De acordo com Reis, resta saber a origem do gás. “Nós vamos pedir mais laudos técnicos para saber se ele[o gás] era orgânico, proveniente de lixo, por exemplo, ou manufaturado da CEG”, disse, se referindo à Companhia Estadual de Gás que tem uma tubulação a um metro do transformador da Light (empresa que distribui energia no estado). 

Ainda segundo o delegado, se o gás for de origem orgânica isso acarreta na má manutenção de limpeza do local, de responsabilidade da Light. Já se for da CEG, a empresa também será responsabilizada pela explosão e pelos ferimentos causados pelas chamas ao casal. Ao final do inquérito, as empresas podem ser indiciadas por lesão corporal culposa.

No acidente, David James Mclaughlin, 31, teve cerca de 30% do corpo queimado, mas já recebeu alta. Já a sua esposa, Sara Nicole Lowry, 28, está com 80% do corpo queimado e continua internada na clínica São Vicente, na Gávea, zona sul do Rio. A previsão de alta é para o final do mês. Os agentes da Deat pretendem escutar o depoimento do casal na próxima semana.

A CEG afirmou que já fez uma perícia no local e não foi constatado vazamento de gás. Já a Light disse que irá tomar conhecimento do laudo nos próximos dias para se posicionar sobre o caso. 

    Leia tudo sobre: explosão de bueiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG