Exército encontra dólares com criança no Alemão

Quantia de 36 mil estava em mochila. Bandidos estão usando moradores para retirar do armas, drogas e dinheiro do Complexo

Anderson Ramos e Daniel Gonçalves, especial para o iG |

Como parte das ações organizadas em resposta à série de ataques atingem o Rio de Janeiro, homens do Exército apreenderam na manhã deste sábado US$ 36 mil na mochila de uma criança em um dos acessos ao Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro.

A Polícia Militar alertou que os bandidos estão usando mulheres e menores de idade para tentar retirar das favelas armas, drogas, dinheiro e munições. Em resposta, até mesmo idosos estão sendo revistados.

Agência O Globo
A bordo de blindados, militares do Exército cercam os acessos ao Complexo
O Exército realiza nesta manhã vários bloqueios em pontos de acesso ao Complexo do Alemão. Foram instaladas barreiras ao longo da avenida Itaoca, da Estrada do Itararé e da rua Uranos, duas vias de acesso complexo de favelas. Os militares estão parando carros e motos e, principalmente, caminhões baú de lixo. O objetivo é impedir a fuga de traficantes. Por volta das 7h30 foram ouvidos tiros no interior do Morro do Adeus, que faz parte do Complexo.

Três pessoas foram detidas em uma das saídas do Alemão, mas ainda não há informações do motivo. Um dos momentos de tensão que marcaram as ações deste sábado ocorreu quando os militares viram um homem armado em uma moto, mas ao pará-lo verificaram que se tratava de um policial militar.

As ações organizadas em como parte da resposta aos sucessivos ataques ocorridos ao longo desta semana tiveram o reforço de um tanque urutu, que passou em ronda pela Estrada do Itararé nesta manhã.  Pela avenida Brasil, militares patrulharam ainda os bairros de Bonsucesso e Manguinhos, na zona norte.

Tensão

AP
Menino protesta contra violência no Rio
A troca de tiros entre militares do Exército, além de agentes das polícias militar, civil e federal com traficantes do Complexo do Alemão já deixou oito pessoas feridas e uma morta.

Entre os feridos está Geovana Isabela da Penha, de 3 anos, que foi baleada de raspão no braço enquanto estava em casa na favela Nova Brasília.

À noite, o fotógrafo da agência de notícias Reuters, Paulo Whitaker, foi baleado no ombro e socorrido para um hospital particular, na zona norte. Seu estado de saúde é estável.

Thiago Ferreira Farias, de 24 anos, conhecido como Thiaguinho G3, apontado pela polícia como gerente do tráfico da favela Fazendinha, do Complexo do Alemão, morreu em confronto com policiais militares.

    Leia tudo sobre: arrastãoincêndioviolênciacomplexo do alemão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG