Exército afasta 8 militares que participaram de tiroteio que matou menor

Caso ocorreu no Complexo da Penha. Eles ficaram fora do patrulhamento até que investigação seja concluída

iG Rio de Janeiro |

O Exército afastou do patrulhamento oito militares que participaram de um confronto na noite da última segunda-feira (26) no Complexo de Favelas da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro, que resultou na morte de um adolescente de 14 anos. Foi a primeira morte registrada em um confronto no local desde o início da ocupação militar, em novembro do ano passado.

Leia também : Menor de 14 anos morre em confronto no Complexo da Penha

Segundo a assessoria de comunicação da Força de Pacificação, os militares ficarão afastados do serviço até que sejam concluídas as investigações sobre o caso. As armas usadas por eles também serão periciadas.

De acordo com o Exército, o menor morto estava em companhia de dois suspeitos que fugiram e efetuaram disparos quando os militares se aproximavam. O caso ocorreu no Mirante da Chatuba, no Complexo da Penha.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG