Estado de saúde de PM que teve perna amputada no Rio é grave

Vítima está internada no CTI e corre risco de perder a outra perna

iG Rio de Janeiro |

É considerado grave o estado de saúde do policial militar que teve uma perna amputada após a explosão de uma granada no último sábado (25) no Morro da Coroa, no bairro do Catumbi, zona norte do Rio de Janeiro. De acordo com o Hospital Central da Polícia Militar, o soldado Alexsander de Oliveira está internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da unidade.

Segundo os médicos, o policial foi sedado e está inconsciente. Ele corre o risco de ter também a outra perna amputada, devido aos ferimentos. No domingo (26), o secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, e o comandante da PM, Mário Sérgio Duarte, estiveram no hospital para visitar e prestar solidariedade à vítima.

Ataque

O policial e outros dois agentes foram à favela na noite do último sábado investigar uma denúncia sobre a presença de traficantes nas proximidades do Túnel Santa Bárbara, que fica embaixo do Morro da Coroa. Quando avistaram os PMs, dois homens e um adolescente iniciaram uma troca de tiros e jogaram uma granada contra os soldados.

O artefato explodiu próximo aos policiais. Por causa dos ferimentos, Alexsander teve uma das pernas amputada. Os policiais que o acompanhavam também ficaram feridos. Um deles chegou a ser submetido a uma cirurgia para a retirada de estilhaços do corpo e passa bem.

Por causa do ataque, soldados do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) reforçaram a segurança no Morro da Coroa. A comunidade possui desde março deste ano uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

    Leia tudo sobre: granadaataquepolicial feridoperna amputadaupp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG