Em dez anos, será possível subir qualquer morro do Rio, diz Lula

Presidente elogia política de segurança de Cabral e afirma que não será mais preciso se preocupar com traficantes de favelas

iG Rio de Janeiro |

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (7) que, devido ao projeto das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), em dez anos, será possível entrar nas favelas do Rio de Janeiro sem se preocupar com segurança e sem temer criminosos. Lula estava ao lado do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes, no lançamento do Cartão Família Carioca, que completa com renda o Bolsa Família, federal.

A maior parte das comunidades pobres do Rio de Janeiro é controlada por grupos de traficantes armados, que comandam a venda de drogas e lá se refugiam após cometer roubos. As 13 UPPs hoje existentes atuam em áreas com 195 mil habitantes.

“Daqui a oito ou nove anos, a continuar do jeito que está, daqui a dez anos, qualquer um de nós poderá subir com a família qualquer morro do Rio sem ter preocupação com bandido ou traficante. A gente não pode vacilar, é só ter cuidado para que pessoas inocentes não paguem o pato. Mas não podemos deixar de usar tudo que temos para que as pessoas de bem vivam em paz”, afirmou.

Lula disse ainda que as tropas do Exército ficarão “quanto tempo for necessário” nos complexos do Alemão e da Penha. “O Exército entrou lá com o Sérgio [Cabral] e ficará quanto tempo for necessário, porque temos de provar que o Estado entrando com segurança, saúde, condição de vida, pode vencer o crime organizado no Rio e em qualquer lugar deste país”, disse.

‘Policial não é para dar porrada em pobre’, diz Sérgio Cabral

O governador elogiou o presidente por ter apoiado o pedido de tropas federais durante a crise de segurança e disse que “policial não é para dar porrada em pobre’.

“Quando precisei das Forças Armadas, o presidente Lula estava em deslocamento e pelo telefone disse: ‘Ok, vá em frente’. A gente sabe qual é a nossa política de segurança. Policial não é para dar porrada em pobre, não! Policial é para proteger pobre! Antes, tinha um discurso de louvor ao tráfico ou à milícia! A gente não quer nem miliciano nem traficante quer a família em paz”, afirmou.

    Leia tudo sobre: LulaRiofavelacomunidadeentrar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG