Duas vítimas de massacre em Realengo continuam internadas

O menino de 13 anos foi baleado no olho direito e a menina, com a mesma idade, foi baleada no abdômen e na coluna

iG São Paulo |

Dois estudantes vítimas do massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, permanecem internados no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes. Um menino, de 13 anos, baleado no olho direito pelo atirador Wellington Menezes de Oliveira foi submetido nesta segunda-feira a uma cirurgia para correção de fratura de órbita ocular no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into). De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, ele passa bem, mas não há previsão de alta.

Além do garoto, uma menina, também de 13 anos, segue internada em leito de enfermaria, se recuperando bem e com quadro estável. Ela foi baleada no abdômen e na coluna, teve fratura exposta e já foi operada três vezes.

Massacre

Doze crianças foram assassinadas pelo atirador e outras doze ficaram feridas. Wellington se matou em seguida. As aulas na Tasso da Silveira foram retomadas onze dias depois da chacina , em uma segunda-feira, 18. No último sábado (7), o massacre completou um mês. Após a tragédia, o prefeito carioca, Eduardo Paes, anunciou que as vítimas receberiam ajuda e seriam indenizadas pelo poder público.

Com AE

    Leia tudo sobre: RealengosobreviventemassacreRio de Janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG