Dois PMs são detidos suspeitos de participar de escolta de contraventor

Polícia recebeu denúncia que Rogério Andrade iria a uma clínica e abordou a suposta escolta. Contraventor não foi encontrado

iG Rio de Janeiro |

Agentes da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro detiveram na manhã desta sexta-feira (30) cinco pessoas suspeitas de participar de uma escolta armada de Rogério Andrade, que responde a processos na Justiça acusado de ser um dos chefes do jogo do bicho na zona oeste da capital fluminense. Entre os detidos, estão dois PMs e um ex-PM.

Leia também : PF descobre zoológico em sítio de suposto chefe do jogo do bicho no Rio

De acordo com a Secretaria, a ação foi desencadeada após o recebimento de uma denúncia com informações de que Rogério Andrade se dirigia para uma clínica de cirurgia plástica com a escolta de homens fortemente armados e possivelmente policiais.

No veículo que realizava a suposta escolta do contraventor estavam, além dos dois PMs e um ex-PM, mais dois homens que alegaram estar procurando emprego. Nessa ação foi encontrada apenas a arma particular do policial militar ainda na ativa. Rogério Andrade não estava com eles.

Todos os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco). Os policiais militares serão encaminhados para a Corregedoria da corporação e poderão serão presos.

    Leia tudo sobre: rogério andradejogo do bichopms suspeitos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG