Dois PMs de UPP são presos suspeitos de sumiço de homem na Cidade de Deus

Morador da comunidade está desaparecido desde a última terça-feira (6)

iG Rio de Janeiro |

A Corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu administrativamente dois PMs da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Cidade de Deus, na zona oeste da capital. Eles são suspeitos de participação no desaparecimento do morador Gilmar da Silva Barreto, de 36 anos, na madrugada da última terça-feira (6).

Leia também : PM afasta comando de UPP após denúncias de corrupção

A investigação começou depois que o comandante da UPP, capitão Felipe de Carvalho, atendeu os familiares da vítima e acionou imediatamente a 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar, braço operacional da corregedoria.

Após tomar os depoimentos das testemunhas e dos policiais acusados, a Corregedoria da PM instaurou um Inquérito Policial-Militar (IPM) e realizou perícias no local, na viatura e nas armas usadas pelos PMs.

O pedido de prisão preventiva dos suspeitos foi encaminhado à Justiça. Na noite de ontem, a Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos retirou a família de Gilmar da comunidade a fim de dar proteção e garantias de vida.

Os dois policiais serão retirados dos quadros do Comando de Polícia Pacificadora e devem ser submetidos a um processo administrativo-disciplinar que pode culminar com sua expulsão da corporação.

    Leia tudo sobre: PMsUPPprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG