Dois homens são achados mortos próximo do Complexo do Alemão

Houve confusão entre moradores do Alemão e o Exército durante uma festa. Tropa procurava chefão do tráfico. Tiros foram disparados

iG Rio de Janeiro |

Os corpos de dois homens mortos a tiros foram achados na manhã desta segunda-feira (20) na estrada do Itararé, nas proximidades do Complexo de Favelas do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro. A polícia não informou se eles eram traficantes.

Durante a madrugada, houve uma confusão no Alemão. Militares da Força de Pacificação do Exército que ocupam a comunidade realizaram uma operação em uma festa de carnaval que, segundo eles, não foi autorizada pela tropa. O objetivo era checar denúncias de que o antigo chefe do tráfico no Alemão, Luciano Martiniano da Silva, o Pezão, estaria na comemoração, juntamente com outros bandidos armados.

Ao chegarem ao local junto com policiais civis da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), os militares, segundo a assessoria de comunicação da Força, foram recebidos de forma hostil pelos participantes, que tentaram agredir a tropa com pedras, paus e cadeiras. Tiros foram disparados para o alto por criminosos.

Os militares reagiram com armamento não letal e spray de pimenta. Um agente da Core foi ferido no rosto após ser atingido por uma cadeira. Três pessoas passaram mal e foram atendidas pela tropa. Ninguém foi baleado. Uma réplica de fuzil feita de madeira foi achada no local. Pezão não foi encontrado.

Sobre as mortes dos dois homens na Itararé, o Exército informou que o caso não tem relação com a operação feita durante a festa.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG