Diretor de presídio é exonerado no Rio

Medida foi tomada porque um dos detentos, o presidente da escola de samba Unidos de Vila Isabel, recebia regalias na penitenciária

iG Rio de Janeiro |

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) exonerou nesta terça-feira (25) o diretor do Presídio Ari Franco, localizado no bairro de Água Santa, zona norte do Rio de Janeiro. De acordo com a secretaria, a medida foi tomada após constatar que o interno Wilson Vieira Alves, conhecido como Moisés, presidente da escola de samba Unidos de Vila Isabel, recebia regalias dentro da penitenciária.

De acordo com a Seap, a informação foi recebida na segunda-feira (24) através de uma denúncia anônima. Agentes da secretaria foram ao local e encontraram materiais não permitidos, como alimentos perecíveis, na cela do presidiário.

Após a constatação, Moisés foi transferido para o presídio Bangu 2, na zona oeste do Rio. Além do diretor, o subdiretor e o chefe de segurança da penitenciária também foram exonerados. A Corregedoria da Seap abriu uma sindicância interna para apurar as supostas irregularidades.

Moisés foi preso em abril do ano passado durante uma operação da Polícia Federal para reprimir as atividades da máfia dos caça-níqueis. Militar reformado, ele assumiu o cargo de presidente da Unidos de Vila Isabel em 2004.

    Leia tudo sobre: presídioexoneraçãoregaliaspenitenciária

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG