Dinheiro que seria da contravenção é encontrado no esgoto de casa

Quantia teve de ser carregada em carrinho de supermercado para a delegacia e foi contabilizada em R$ 3.914.080,00

iG Rio de Janeiro |

Agência O Globo
Dinheiro teve que ser levado em carrinho de supermercado para a delegacia

Agentes da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) encontraram R$ 3.914.080,00 na casa de um tio de Hélio Ribeiro, o Helinho, presidente administrativo da escola de samba Grande Rio e um dos suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção do jogo do bicho. O bicheiro está foragido desde que operação "Dedo de Deus" , que visa combater a contravenção,foi desencadeada no último dia 15. O dinheiro estava escondido em paredes e no esgoto da casa e, segundo a Polícia Civil, totalizou R$ 3.914.080,00.

Leia também : Operação contra o jogo do bicho prende ex-prefeito e policiais

A residência, localizada no bairro da Barra da Tijuca, na zona oeste, foi cercada ainda durante a madrugada desta terça-feria (20) pelos agentes. Após uma revista nesta manhã, foi encontrada uma grande quantia de dólares, euros e reais escondida, além de um cheque picotado no valor de R$ 2 milhões.

Um advogado do bicheiro foi preso suspeito de destruição de provas. Também nesta terça, um tenente da Polícia Militar foi preso na Ilha do Governador , na zona norte, pela operação por suspeita de contravenção.

Desde o início da operação "Dedo de Deus" mais de 40 pessoas já foram presas. Entre os detidos estão o ex-prefeito da cidade de Teresópolis, Mário Trincano, apontado como chefe do jogo ilegal na região serrana do Rio; dois policiais militares da cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense; integrantes de escolas de samba e um guarda municipal.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG