Cera de 500 policiais militares participam de operações para coibir o tráfico de drogas

Dez pessoas, apontadas pela polícia como traficantes, foram presas durante a megaoperação que a Polícia Militar faz, na manhã desta terça-feira (24), em comunidades da Baixada Fluminense para coibir o tráfico de drogas. Dois suspeitos de tráfico, ainda não identificados, morreram baleados em confrontos com PMs. Um deles na Favela Gogó da Ema, em Belford Roxo, e o outro em Duque de Caxias. As informações são da assessoria da corporação.

Segundo a PM, participam da operação cerca de 500 policiais militares pertencentes aos seguintes batalhões: 15º BPM (Duque de Caxias), 20º BPM (Mesquita), 21º BPM (São João de Meriti), 24º BPM (Queimados), 34º BPM (Magé), 39º BPM (Belford Roxo), Batalhão de Choque, Batalhão de Policiamento com Cães (BAC), Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Gsar (Grupamento Especial de Salvamento e Resgate).

Armas e drogas, ainda não contabilizadas, foram apreendidas.

Leia também : Conheça os grupos criminosos que controlam favelas do Rio

Operações nas Zonas Norte e Oeste

Ainda nesta terça-feira (28), PMs do 27º batalhão (Santa Cruz) fizeram uma operação na favela de Antares. Foram apreendidos três galões de três litros de cheirinho de loló, mil unidades de cheirinho de loló embalado, três quilos de maconha, duas granadas, sendo uma de fabricação caseira e uma industrial, além de uma pistola 9 mm.

A polícia também encontrou uma barraca de camping, 20 rádios transmissores, 20 carregadores, 4 capas de colete pretas e uma farda camuflada semelhante à da Aeronáutica. A operação foi feita a partir de uma ligação recebida pelo disque-denúncia e foi comandada pelo major Braga Alves. Não houve presos.

Já na zona norte, policiais do 41°BPM (Irajá) realizaram uma operação na favela do Chapadão, em Costa Barros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.