Demitida professora acusada de abuso de aluna no Rio

Professora de Matemática de escola municipal é acusada ter relações sexuais com aluna de 13 anos

AE |

selo

A professora de Matemática acusada de abusar de uma aluna de 13 anos foi demitida pela Prefeitura do Rio de Janeiro. A informação foi divulgada hoje no Diário Oficial do Município. O documento afirma que "a imagem da Prefeitura do Rio de Janeiro fica seriamente maculada por atos dessa natureza."

Cristiane Teixeira Maciel Barreiras, de 33 anos, que trabalhava na Escola Municipal Marechal Rondon, em Realengo, na zona oeste do Rio, foi presa na madrugada do dia 27 de outubro em Padre Miguel, na mesma região, após ser denunciada pela mãe da vítima na 33ª Delegacia de Polícia de Realengo.

Em agosto, a mãe da adolescente registrou a primeira queixa de desaparecimento da filha e apontou a professora como suspeita. Os encontros com a menor continuaram mesmo depois que Cristiane foi transferida da instituição. A professora foi indiciada por estupro de vulnerável e corrupção de menor e pode pegar até 30 anos de prisão. A Secretaria Municipal de Educação não havia se pronunciado sobre a demissão da professora até esta tarde.

    Leia tudo sobre: escolaabuso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG