Delegado que teve dinheiro furtado de gabinete pede afastamento do cargo

Márcio Franco pediu para sair para garantir lisura nas investigações sobre o fato. R$ 5 mil teriam sido furtados

iG Rio de Janeiro |

Após o suposto furto de R$ 5 mil de dentro do seu gabinete na chefia da Polícia Civil do Rio de Janeiro na semana passada, o diretor das delegacias especializadas, delegado Márcio Franco, pediu nesta quinta-feira (21) afastamento do cargo.

Segundo nota da assessoria de imprensa da Polícia Civil, Franco resolveu se afastar sob alegação de garantir a lisura das investigações.

A Corregedoria interna da corporação determinou abertura de uma sindicância administrativa disciplinar para apurar o fato. No registro do caso que foi feito na delegacia da avenida Gomes Freire (5ª DP), no centro, há a informação de que o furto foi de R$ 15 mil.

A suspeita da polícia é de que o dinheiro tenha sido furtado por um funcionário terceirizado da Polícia Civil. Franco afirmou ainda que a quantia era para uso pessoal.

    Leia tudo sobre: delegadodinheiro furtadogabinetepolícia civil rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG