Segundo a Polícia Civil, motivo foi declaração à imprensa de que não passava pela Linha Vermelha à noite

A Polícia Civil do Rio de Janeiro afastou do cargo nesta quarta-feira (6) o delegado Altair Queiroz, que era o responsável pelas investigações sobre o arrastão ocorrido na noite da última terça-feira (5) na Linha Vermelha, na altura de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Ele era titular da delegacia do município (64ª DP).

Segundo nota da corporação, Queiroz perdeu o cargo após ter dado declarações à imprensa de que não costumava passar pela via expressa no período da noite. Ele foi transferido para os quadros da Corregedoria da Polícia Civil.

De acordo com informações da polícia, o arrastão na Linha Vermelha foi praticado por cerca de 30 homens, a maioria armados com fuzis, pistolas e revólveres. Pelo menos nove vítimas do assalto registraram queixa na 64ª DP mas policiais acreditam que muitas outras pessoas tenham sido roubadas.

Os bandidos se aproveitaram do engarrafamento na via expressa para abordar os motoristas. As vítimas tiveram carteiras, dinheiro, telefones celulares e objetos pessoais roubados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.