Delegada é suspeita de liberar PMs presos em flagrante por extorsão no Rio

Justiça mandou Corregedoria da Polícia Civil investigar a policial. PMs tiveram a prisão decretada esta semana

iG Rio de Janeiro |

A Justiça do Rio de Janeiro determinou à Corregedoria da Polícia Civil que investigue a conduta da delegada Cristiane de Aguiar Martins, da delegacia de Cabo Frio (126ª DP), na Região dos Lagos, no litoral flumnense.

De acordo com a Corte fluminense, ela teria liberado dois PMs, que foram presos em flagrante por policiais civis, suspeitos de extorquir e sequestrar um marceneiro no último dia 14, na praia de João Fernandes, em Búzios.

Os dois PMs tiveram a prisão decretada esta semana. Segundo os autos, eles abordaram a vítima, identificada como Alberto Leite da Silva, e circularam com ele por vários bairros de Búzios e o vizinho município de Cabo Frio.

No dia seguinte, a vítima combinou de entregar R$ 1.020 aos PMs em frente ao Fórum de Cabo Frio. Entretanto, Alberto avisou policiais civis do encontro. Os agentes foram até o local e prenderam os PMs em flagrante, recuperaram o dinheiro e apreenderam duas armas.

Os PMs foram levados para a delegacia de Cabo Frio mas, segundo consta nos autos, foram liberados pela delegada.

A Justiça quer que a Corregedoria questione Cristiane o motivo pelo qual liberou os PMs, mesmo com os relatos da prática de extorsão e sequestro.

    Leia tudo sobre: delegadaliberaPMsflagradosextorsãoRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG