Cremerj abre sindicância para apurar atuação de médicos no Rio

Instituição solicitou acompanhamento do inquérito policial que investiga morte de gestantes e bebês em hospital de Belford Roxo

iG Rio de Janeiro |

O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) abriu uma sindicância para apurar as supostas irregularidades cometidas por médicos no Hospital de Clínicas de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A instituição solicitou acompanhamento do inquérito policial junto à Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Saúde Pública.

Segundo a assessoria do Cremerj, os envolvidos no caso serão notificados e, ao final dos trabalhos, podem ser advertidos ou terem o registro profissional cassado. O dono da unidade de saúde foi indiciado por coautoria em homicídio doloso e fraude processual. Outros cinco médicos estão sendo investigados.

A polícia já colheu depoimento de pelo menos 10 pessoas no inquérito que apura negligência médica e atuação de falsos médicos no Hospital de Clínicas de Belford Roxo. Um estudante de medicina, identificado como Silvino da Silva Magalhães, de 41 anos foi preso e indiciado por homicídio doloso.

Algumas mortes de bebês e gestantes nos últimos meses no hospital podem ter ligação com a atuação do estudante. Ele se passava por obstetra e ginecologista. O falso médico tinha carimbo e receituário com seu nome.

O Hospital de Clínicas de Belford Roxo não se manifestou sobre o assunto.

    Leia tudo sobre: falso médicobelford roxocremerj

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG