Corte de luz em Três Vendas é para forçar saída de moradores, diz secretário

Cerca de 500 famílias da região se recusam a deixar suas casas

Agência Brasil |

Antônio Cruz/Agência O Globo
Moradores juntam pertences que sobraram e ficam no telhado das casas no distrito de Três Vendas
O secretário da Defesa Civil do município de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, Henrique Oliveira, informou nesta sexta-feira (6) que a luz vai ser cortada no distrito de Três Vendas para forçar a saída de cerca de 500 famílias que se recusam a deixar o local. A região foi completamente alagada depois que um trecho da rodovia BR-356 , que serve como barragem para conter as águas do rio Muriaé, se rompeu, criando uma cratera de aproximadamente 20 metros.

Leia também: Cerca de 500 famílias se negam a deixar bairro onde dique se rompeu

“Há previsão de mais chuva durante todo o verão e as estruturas das casas podem não aguentar. Vamos de casa em casa de barco, com assistentes sociais, tentar convencer as pessoas sobre os perigos de doenças como a dengue, a leptospirose e explicar que essa situação deve se manter durante muitos dias ainda”.

Durante todo o dia de hoje, a Secretaria da Defesa Civil realiza operação para tentar convencer as famílias a saírem do segundo andar de suas casas. Na quinta-feira (5), bombeiros retiraram às pressas do local, em caminhões e barcos, cerca de 4 mil moradores e parte de seus objetos pessoais. As famílias retiradas se encontram temporariamente em duas escolas municipais.

"O trecho destruído da estrada só poderá ser reconstruído depois que o rio baixar. Por isso, é difícil ter uma previsão de quanto tempo vai levar para os moradores poderem voltar às suas casas”, disse o secretário.

Ele lembrou que em 2007, o rio Muriaé já havia destruído parte da BR-356 e alagado Três Vendas. Os moradores ficaram quatro meses com suas casas sob as águas e perderam tudo. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) fez os reparos em 2008.

Segundo a Defesa Civil estadual, mais de 37 mil moradores das regiões norte e noroeste tiveram que sair de suas casas por conta da chuva. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão é de chuvas fortes no estado do Rio, sobretudo nas regiões serranas, norte e noroeste.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG