Corpo encontrado em hotel é de menina desaparecida, diz polícia

Delegado afirma que suposta amante do pai seria a assassina e pedirá a prisão dela

iG Rio de Janeiro |

O corpo de Lavínia Azeredo, de 6 anos foi encontrado embaixo da cama de um quarto do Hotel Municipal, na avenida Presidente Kennedy, na região central do município de Duque de Caxias, na baixada fluminense, de acordo com o delegado que investiga o caso, Robson Costa. O corpo foi achado por uma camareira no final da manhã desta quarta-feira (2).

A menina estava desaparecida desde a madrugada da última segunda-feira (28). Segundo o delegado, o corpo é de Lavínia pois as roupas e as características físicas são semelhantes - apesar de estar em decomposição. No entanto, somente o exame das impressões digitais poderá confirmar a identidade da criança.

Ainda segundo o delegado, a principal suspeita do assassinato é Lucilene Reis Santana, que o pai da menina aponta como sendo sua ex-amante.

À polícia, o pai contou que chegou em casa na madrugada de segunda-feira (28), após uma briga com a suspeita. No depoimento, ele afirmou que Lucilene havia dito que iria fazer algo para o prejudicar.

Costa afirmou que irá pedir a prisão preventiva de Lucilene ainda hoje já que funcionários do hotel a reconheceram como sendo a pessoa que teria se hospedado com a menina no local, na última segunda-feira. De acordo com a perícia inicial, Lavínia foi morta por asfixia com um cadarço de tênis no mesmo dia.

Sobre o caso

À polícia os pais contaram que, por volta de 3h da manhã de segunda-feira (28), Lavínia acordou com a chegada do pai em casa. A mãe a colocou novamente para dormir na cama do quarto, sozinha. A falta da criança foi notada pouco tempo depois, por volta das 6h. A porta e a janela da casa estavam abertas e não havia sinais de arrombamento.

Um perícia foi realizada pela polícia e foram encontradas marcas de pés nas paredes do lado de fora da casa, no bairro Sagrada Família. O pai de Lavínia afirmou aos policiais que mantinha um caso extraconjugal e havia terminado há pouco tempo com a sua amante.

    Leia tudo sobre: sequestrocriançaviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG