Corpo do atirador de Realengo ainda está no IML

Se família não fizer a liberação do corpo, ele será enterrado como "não reclamado"

Agência Brasil |

Mais de uma semana depois do ataque à Escola Municipal Tasso da Silveira , em Realengo, o corpo do atirador Wellington Menezes de Oliveira permanece no Instituto Médico Legal (IML) e pode ser enterrado como "corpo não reclamado", na próxima semana, segundo informou a Polícia Civil.

A família tem até a próxima quinta-feira, fim do prazo de 15 dias contados desde a morte de Wellington, para fazer a liberação do corpo para o enterro. Caso isso não ocorra, ele será sepultado pelo estado no Cemitério de Santa Cruz, na zona oeste da capital fluminense. Como o corpo do atirador foi identificado, ele não é considerado indigente pela Polícia Civil.

O ataque à Escola Municipal Tasso da Silveira ocorreu no último dia 7. Na ocasião, Wellington, ex-aluno da escola, entrou nas salas de aula atirando indiscriminadamente. Doze crianças foram mortas e 12 ficaram feridas. Atingido por um policial que foi socorrer as crianças, o atirador se matou.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG