Corpo de vítima de ataque em Realengo é cremado no Caju

Doze estudantes morreram em ataque à escola municipal do Rio. O corpo de Ana Carolina Pacheco foi o último a ser reconhecido

Luisa Girão, iG Rio de Janeiro |

O corpo da menina Ana Carolina Pacheco, de 13 anos, uma das vítimas do massacre em Realengo, foi cremado na manhã neste sábado (09). Parentes e amigos acompanharam a cerimônia no crematório São Francisco Otaviano, no Caju, com camisetas com uma imagem da menina estampada com os dizeres "Ana Carolina, saudade eterna". 

A família da estudante realizou uma pequena cerimônia religiosa na capela do cemitério. Eles rezaram um Pai Nosso, de mãos dadas, e depois cantaram músicas religiosas. No dia da tragédia, o corpo de Ana Carolina foi o último a ser reconhecido. 

Na última quinta-feira (7), o jovem identificado como Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, abriu fogo contra alunos na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro de Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro, e matou ao menos 12 crianças. Após ser baleado por um policial, Wellington Menezes de Oliveira teria se matado com um tiro na cabeça.


    Leia tudo sobre: enterrostasso oliveirarealengomassacre em escola

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG