Corpo de eletricista morto na Ponte Rio-Niterói é enterrado

Operário morreu após curto-circuito que deixou a via sem luz por dois dias; outros dois funcionários estão internados

iG Rio de Janeiro |

O corpo do eletricista Darlan Aguiar da Silva, vítima da explosão ocasionada por um curto-circuito em uma subestação de energia que abastece a Ponte Rio-Niterói, foi enterrado no início da tarde desta sexta-feira (18), no cemitério Parque da Paz, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Outros dois eletricistas sofreram queimaduras no acidente que ocorreu no início da madrugada de quarta-feira (16), e causou a queda de energia na via por quase 48 horas. Os três realizavam serviços de manutenção no momento do acidente.

Um dos feridos está em estado grave no CTI do Hospital Rio Laranjeiras, em Laranjeiras, na zona sul da capital fluminense. Internado com queimaduras de terceiro grau em 35% do corpo, o eletricista está em estado crítico e respira com ajuda de aparelhos.

O terceiro ferido está internado no hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio, internado no Centro de Tratamento para Queimados. Segundo a assessoria da secretaria municipal de Saúde, seu estado é estável.

Na tarde desta sexta-feira, representantes da concessionária CCR Ponte e da empresa que fornecia serviços terceirizados de energia para a Ponte devem comparecer na 17ª DP (São Cristóvão). A polícia quer saber o motivo da demora da comunicação da gravidade do acidente. 

    Leia tudo sobre: acidenteponte Rio-Niterói

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG