Conselho de Enfermagem do Rio investiga suspeita de corrupção

Segundo denúncia, técnicos de enfermagem recebiam propina de hospitais, para beneficiar as unidades no encaminhamento de pacientes

Agência Brasil |

O Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro (Coren-RJ) vai abrir uma sindicância nesta semana para investigar denúncias de infrações éticas e disciplinares cometidas por técnicos de enfermagem que trabalham em ambulâncias. Caso as irregularidades sejam comprovadas, os acusados serão punidos, podendo até perder o registro profissional.

Segundo as denúncias, esses profissionais de saúde recebiam propina de hospitais, para beneficiar as unidades no encaminhamento dos pacientes a internações.

O presidente do Coren-RJ, Pedro de Jesus, disse que a denúncia de participação de algum profissional de enfermagem nas máfias das internações será investigada pela sindicância.

O presidente do órgão denunciou ainda que as empresas de ambulância desrespeitam a legislação, por trabalharem sem a presença de um médico e de um enfermeiro no interior dos veículos. Segundo ele, as equipes de resgate são chefiadas por motoristas, e não por socorristas.

    Leia tudo sobre: enfermeirossindicânciainvestigação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG