Comunidade de Niterói deve ter rede de esgoto em cinco anos

Região afetada pelas chuvas não possui sistema coletor de dejetos, que ficam a céu aberto

iG Rio de Janeiro |

A concessionária Águas de Niterói, responsável pelo tratamento de esgoto no município de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, informou nesta terça-feira que a Comunidade da Cachoeira deve receber uma rede coletora de esgoto em um prazo máximo de cinco anos. Na semana passada, a reportagem do iG visitou a comunidade e constatou os problemas referentes a saneamento básico enfrentados pelos moradores .

“O esgotamento sanitário da região da Cachoeira está contemplado no Plano Diretor de Esgotos de Pendotiba, que prevê o atendimento de toda aquela região em cinco anos. A primeira área a ser atendida pelo projeto é justamente a área [das comunidades] do Maceió e Cachoeira, onde será implantada uma Estação de Tratamento de Esgotos para tratamento dos efluentes gerados no bairro Maceió, interceptando todos os esgotos que atualmente são lançados na Cachoeira, promovendo assim a sua despoluição”, informou em nota o diretor da Águas de Niterói, Dante Luvisotto.

A Comunidade da Cachoeira passou por maus momentos em abril deste ano devido às fortes chuvas que atingiram a cidade. Casas foram derrubadas por deslizamentos de terra e três pessoas morreram. Meses depois, o rastro de destruição ainda permanece e com um agravante. A comunidade não possui uma rede coletora de esgoto e os dejetos ficam a céu aberto, muitas vezes se infiltrando no solo e deixando-o instável e frágil.

O cenário de aparente abandono reflete uma realidade ainda muito presente no Brasil. Divulgada na última sexta-feira (20), a Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, com dados coletados pelo IBGE em 2008, aponta que menos da metade dos municípios brasileiros (44%) possui serviço de esgotamento sanitário por rede coletora.

    Leia tudo sobre: saneamento básicoesgoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG