Complexo do Alemão tem madrugada tranquila e aulas voltam

Comércios abrem normalmente e escolas da rede municipal voltam a funcionar. Pelo menos mais quatro suspeitos foram presos

Agêcia Brasil |

A madrugada desta terça-feira foi de aparente tranquilidade no Complexo do Alemão. Policiais militares e civis, além de homens das Forças Armadas continuam fazendo o patrulhamento dos acessos à comunidade.

Pelo menos quatro pessoas, suspeitas de ligação com o tráfico de drogas, foram presas durante a madrugada, sendo uma em Jacarepaguá, na zona oeste da cidade, outra em Inhaúma, na zona norte, e duas em Volta Redonda, interior do estado.

Um dos detidos em Volta Redonda, segundo a polícia, confessou que estava no Complexo do Alemão, mas conseguiu fugir passando pelo cerco montado pelos policiais. Além disso, a polícia registrou um carro incendiado em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O comércio da região abre as portas normalmente nas proximidades do Complexo e as escolas da rede municipal voltaram a funcionar. A secretária municipal de Educação, Claudia Costin, se reúne pela manhã com diretores de unidades da região, além de professores e alunos, com o objetivo de discutir medidas para desfazer bloqueios e traumas que crianças, professores e demais profissionais de educação possam ter sofrido em função dos ataques do tráfico na área.

Para registrar queixas de moradores que acusam integrantes das polícias Civil e Militar de saquearem as casas durante as operações de ocupação do Complexo do Alemão, começa a funcionar nesta terça-feira, no 16º Batalhão, em Olaria, a ouvidoria criada pela Secretaria de Segurança Pública do estado.

A medida foi tomada depois de relatos de moradores da comunidade sobre o furto de objetos de valor após invasão de suas casas por policiais.

Também nesta manhã, o secretário Municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osório, transferiu o seu gabinete para o Complexo do Alemão , na zona norte do Rio de Janeiro, com o objetivo de comandar a reurbanização das 13 favelas da região. Osório vai coordenar ações como a coleta de lixo, a recuperação do asfalto e análise da situação das galerias de águas pluviais.

*Com informações do iG Rio de Janeiro

    Leia tudo sobre: complexo do alemãoescolascomércioprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG