Comércio fecha portas com medo de arrastão em São João de Meriti

Boato de que traficante que comandou chacina teria sido morto faz policiamento ser reforçado com agentes de cinco batalhões da PM

Bruna Fantti, especial para o iG |

Comerciantes do centro do município de São João de Meriti, na baixada fluminense, fecharam as portas do comércio mais cedo nesta quarta-feira (27) com medo de um possível arrastão. Algumas escolas  da região também liberaram os alunos mais cedo.

De acordo com o comandante do policiamento do município, tenente-coronel George Freitas, policiais da sala de operações do batalhão receberam ligações de pessoas qu relatavam uma possível retaliação de criminosos pela suposta morte do traficante Vinícius Anselmo de Araújo da Luz - que teria comandado a chacina ocorrida no último domingo,  no bairro do Éden, na qual cinco pessoas morreram e dez ficaram feridas.

No entanto o oficial afirmou que não há informações sobre a possível morte do traficante. Mesmo assim, policiais de pelo menos cinco batalhões reforçam a segurança no município.

No início da noite desta quarta-feira, uma moradora do bairro São Matheus foi morta com vários tiros na porta de casa. A vítima foi identificada como Amanda de Farias Pinheiro, de 26 anos. De acordo com polícia, familiares contaram que uma pessoa a chamou pelo nome e, quando ela abria a porta de casa para atender, ocorreram os disparos.

Policiais que investigam o caso não descartam a possibilidade do crime ter relação com o caso da chacina do bairro do Éden.

Chacina

Na noite do último domingo, cinco pessoas morreram e outras dez foram baleadas após três homens terem feito disparos de fuzil e pistola contra um grupo que comemorava um aniversário, no  bairro do Éden.

A principal linha de investigação acredita que o grupo tenha sido vítima de um crime passional, pois um dos integrantes da festa estaria se relacionando com a ex-mulher do traficante Vinícius da Luz, um dos chefes do tráfico do morro do Chapadão.

Dos dez feridos, dois continuam internados, sendo um em estado grave.

Cabine da PM atacada

Também em São João de Meriti, na manhã desta quarta-feira um posto de policiamento comunitário no bairro de Vila Norma, foi alvo de criminosos. De acordo com a PM, homens que estavam em um carro  passaram atirando, mas ninguém ficou ferido. O caso vai ser investigado pela 64ª DP (Vilar dos Teles).

    Leia tudo sobre: São joao de meritipoliciamentochacina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG