Colegas negam bullying contra paulista morta no Rio

Pais da vítima levantaram suspeita durante enterro na quarta-feira, em Piracicaba, interior de São Paulo

AE |

selo

Os universitários do curso de Direito da Universidade Federal Rural Fluminense (UFRRJ) de Três Rios (RJ) negaram que a estudante Jéssica Philipp Giusti, de 21 anos, assassinada na segunda-feira (18), foi vítima de bullying (violência física ou psicológica) na faculdade. Os pais da vítima levantaram esta suspeita ontem, no enterro da estudante. Segundo eles, a jovem teria comentado dias antes da sua morte que gostaria de voltar a morar com os pais em Piracicaba (SP), sem explicar o motivo. "Nunca ouvi nada sobre brincadeiras ou deboches com ela", disse Guilherme Botelho, colega de Jéssica no 2º período de Direito.

A delegada titular da 108ª Delegacia de Polícia de Três Rios, Claudia Abbud, também afirmou que nada sobre bullying foi relatado nos depoimentos das amigas da vítima. "Nada está descartado na investigação, mas não apareceu nenhuma declaração neste sentido até o momento", afirmou a delegada. Com imagens de câmera de vídeo, os investigadores tentam identificar o veículo que teria interceptado a universitária, depois que ela deixou a rodoviária da cidade na segunda-feira, por volta de 5 horas. Além de um celular, os criminosos levaram R$ 150 da vítima. Cartão de crédito, documentos e malas foram encontrados com o corpo. Para a polícia, a linha mais forte de investigação ainda é o latrocínio (roubo seguido de morte).

Nascida e criada em Piracicaba, Jéssica estudava havia um ano na UFRRJ. Ela passou o último final de semana com os pais e chegou a Três Rios na manhã da última segunda-feira. A universitária morava a dois quarteirões do Terminal Rodoviário Arsonval Macedo, mas no caminho entrou ou foi levada a força para dentro de um carro. O corpo dela foi encontrado com vários ferimentos no crânio a 17 quilômetros, próximo a Rodovia BR-040. De acordo com as primeiras informações da perícia, não houve violência sexual ou sinais de luta.

    Leia tudo sobre: crimeestudante

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG