Chefe do tráfico mandou matar ex-líder comunitário do morro dos Macacos

Ele foi assassinado na última quinta-feira. Autor dos disparos já foi identificado e tem mandado de prisão expedido

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou nesta segunda-feira (1º) que o ex-presidente da Associação de Moradores do Morro dos Macacos (Vila Isabel, zona norte), Marivaldo dos Prazeres, que foi assassinado na última quinta-feira (28) nas proximidades da comunidade, foi morto a mando de Leandro Nunes Botelho, o Scooby, chefe do tráfico na favela.

Responsável pelas investigações, a Divisão de Homicídios informou que já identificou o homem que supostamente matou Marivaldo a mando de Scooby. Ele é conhecido pelo apelido de Quatro Molas. A polícia já conseguiu na Justiça o mandado de prisão temporária de 30 dias contra o suspeito, que está sendo procurado.

Segundo a polícia, Marivaldo foi morto por desavenças antigas com Scooby. O ex-líder comunitário foi expulso da favela pelo tráfico há 15 anos e morava atualmente no bairro de Água Santa.

Na quinta-feira, ele foi chamado para um churrasco nas proximidades do Macacos e foi assassinado dentro de um banheiro.

O morro dos Macacos está ocupado desde o ano passado por uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora). O traficante Scooby, segundo a polícia, está escondido na favela da Rocinha, em São Conrado, na zona sul.

.


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG