Cem pessoas são detidas em fechamento de bingo

Polícia Civil apreendeu 150 máquinas caça-níqueis na operação

iG Rio de Janeiro |

Em mais uma operação de combate a jogos de azar, a Polícia Civil fechou nesta madrugada um bingo em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Cerca de cem apostadores que estavam no local foram detidos e 150 máquinas caça-níqueis, apreendidas. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, uma série de outras ações parecidas ao longo das últimas semanas faz parte da estratégia de comando da chefe da Polícia Marta Rocha, que assumiu o cargo há cerca de uma mês, em meados de fevereiro.

Estabelecimentos comerciais em Grajaú, zona norte do Rio; Botafogo e Copacabana foram fechados nesta sexta-feira pelos mesmos motivos. Por meio de nota à imprensa, o delegado Rodolfo Waldeck afirma que “as operações para coibir a prática deste delito” vão continuar. Os proprietários de estabelecimentos comerciais, que tenham em seu interior máquinas caça-níqueis, responderão pela prática criminosa.

Maria Cristina Oliveira, 59 anos, foi presa, na lanchonete Master, na rua Nossa Senhora de Lourdes, 157, no Grajaú, Zona Norte da cidade e Abílio Rangel, 40 anos, preso, no bar Mestre Luiz, na rua José Vicente, 61, no mesmo bairro. Na ação foram apreendidas três máquinas caça-níqueis e outras duas no bar de Abílio.

Também ontem, agentes da Polícia Civil fecharam dois bingos clandestinos e apreenderam 90 máquinas caça-níqueis, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. O gerente de um dos estabelecimentos foi preso.
Em outra ação, a polícia fechou um bingo em Copacabana, que funcionava sob fachada de um salão de beleza. Foram apreendidas 25 máquinas caça-níqueis.

    Leia tudo sobre: bingoPolícia Civilcaça-níqueisRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG