Caso ocorreu em 29 de junho do ano passado. Casal de turistas sofreu ferimentos graves

A Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio (Agenersa) multou nesta quarta-feira (30) a Companhia Distribuidora de Gás do Rio de Janeiro (CEG) em aproximadamente R$ 2,5 milhões pela explosão de um bueiro da Light em Copacabana, na zona sul carioca, que deixou um casal de turistas americanos gravemente ferido. A concessionária tem cinco dias para recorrer da decisão.

Leia também : Explosão de bueiro fere turistas americanos em Copacabana

A explosão ocorreu por volta das 10h30 do dia 29 de junho do ano passado, em uma câmara subterrânea da Light na rua República do Peru, esquina com a avenida Nossa Senhora de Copacabana.

Iniciado por um curto circuito nas fiações da Light, o acidente foi agravado pela presença de gás natural em quantidade explosiva. Com a explosão, a tampa do bueiro, de 350 kg, voou e as labaredas feriram gravemente o casal de turistas americanos que passava a pé pelo local.

A CEG foi considerada culpada porque após 24 horas e até 72 horas após o acidente foi detectada presença de gás em nível explosivo no local, segundo informação do laudo do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) da Polícia Civil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.