Caso Joanna: Falso médico que estava foragido se entrega

Estudante de medicina está sendo interrogado na Justiça. Ele era procurado desde agosto

iG Rio de Janeiro |

O estudante de medicina Alex Sandro da Cunha Silva se apresentou na última segunda-feira (28) à polícia do Rio de Janeiro e está sendo interrogado na tarde desta terça-feira (1º) pelo juiz Alberto Fraga, do 3º Tribunal do Júri da Capital. Ele é acusado de ter atendido a menina Joanna Marcenal Marins, de 5 anos, que morreu em agosto.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, Alex estava foragido desde agosto. Contratado pela médica Sarita Fernandes, o estudante prescreveu medicação para Joanna e deu alta para a menina no hospital Rio Mar, na zona oeste do Rio de Janeiro, mesmo com ela estando desacordada. A criança morreu no dia 13 de agosto, em uma clínica de Botafogo, na zona sul, vítima de parada cardíaca.

Ele e Sarita foram denunciados pelo Ministério Público Estadual pelos crimes de estelionato, falsificação, uso de documento falso e tráfico de drogas. A médica anda responde por homicídio doloso por omissão e exercício irregular da medicina que resultou em morte.

O falso médico se entregou ontem na Delegacia de Nova Iguaçu (52ª DP), na Baixada Fluminense. Após o interrogatório, será decidido se o estudante irá ou não a júri popular.

    Leia tudo sobre: falso médicocaso joanna marins

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG