Casa que desabou estava interditada desde janeiro

Família morta havia sido retirada, mas voltou ao local. Prefeitura informa que aluguel social estava `em processo¿ para ser pago

Raphael Gomide, iG Rio de Janeiro |

AE
Escavadeira retira entulhos após desabamento da casa em Jacarepaguá
A casa de dois andares que desabou na madrugada desta quinta-feira em Jacarepaguá (zona oeste), matando quatro pessoas de uma família, estava interditada desde janeiro pela Defesa Civil Municipal, de acordo com a Prefeitura do Rio.

Um menino de 7 anos, único sobrevivente, foi retirado com vida e está sendo operado neste momento, no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Ele teria ferimentos nas pernas.

A construção fazia parte de um grupo de outros oito imóveis interditados porque são construções irregulares, por falta de segurança e por estarem à margem de um rio na Estrada do Guerenguê, em Curicica, sub-bairro de Jacarepaguá.

Segundo a Defesa Civil, apesar da interdição, os moradores tinham sido removidas, mas voltaram ao local.

Apesar de a interdição ter sido feita em janeiro, a secretaria informou que as famílias da localidade ainda estariam “em processo” para receber aluguel social, verba destinada a famílias que são desalojadas nessas situações.

Procurada, a Secretaria de Habitação não informou se a família já estava recebendo aluguel social.

    Leia tudo sobre: interditadacasaguerenguêdesabouDefesa Civil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG