Carros da PM do Rio serão equipados com 2 mil tablets e 3G

Primeiros computadores de bordo começarão a ser usados na capital em um mês

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro |

Divulgação
Viaturas serão equipadas com computadores de bordo
Os carros da PM do Rio de Janeiro vão entrar na era digital. Em aproximadamente um mês, as viaturas do 5º BPM (Praça da Harmonia) serão equipadas progressivamente com a primeira leva de 500 computadores de bordo comprados pela Secretaria de Segurança Pública, todos com acesso à internet por meio de chips 3G.

De acordo com o subsecretário de Modernização Tecnológica da secretaria, Edvaldo Novaes, serão 2 mil equipamentos no total. Até dezembro eles devem estar instalados nos veículos que atendem a Região Metropolitana. O custo do projeto é de R$ 6,9 milhões. 

“Hoje os carros da Polícia Militar têm um terminal de bordo que recebe apenas duas linhas de texto, com informações repassadas por seus respectivos batalhões. Vamos substituir por terminais multimídia de tela tátil, parecidos com tablets, porém terão teclados”, adiantou Novaes ao iG

Graças aos chips 3G, os policiais militares poderão acessar a internet e todos os sistemas da Secretaria de Segurança Pública do Rio, como o banco de dados Infoseg. O conteúdo das informações será disponibilizado de acordo com a senha de acesso do PM.

“Será possível, por exemplo, saber se um detido tem mandado de prisão decretado pela Justiça ou antecedentes criminais”, acrescentou o subsecretário.  

Os novos computadores multimídia também vão permitir que os policiais registrem as ocorrências no momento em que acontecem diretamente no computador.

“Vai agilizar muito o trabalho. Hoje, o PM tem que preencher o Talão de Registro de Ocorrência (TRO), tudo restrito à caneta e papel. Quando chega à delegacia, o policial civil precisa refazer tudo. Com os novos computadores, o registro será digital e os dados encaminhados online para as Delegacias Legais”, explicou Novaes. “Permitirá que o policial volte mais rapidamente ao patrulhamento nas ruas”, afirmou. 

Projeto deve ser concluído em dezembro

Cada computador custou certa de R$ 3,5 mil à Secretaria de Segurança. O projeto será pago com recursos oriundos de um acordo entre o governo do Estado e o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. 

Os equipamentos foram comprados de uma empresa brasileira, que prometeu entregar os computadores em junho. Porém, como parte dos componentes é fabricada no Japão, haverá atraso, em consequência dos terremotos que atingiram aquela região.

“Vamos receber 500 unidades por mês a partir de agosto. A expectativa é de que até novembro estejamos com as duas mil viaturas prontas para operar com o novo sistema”, contou Novaes. 

O subsecretário esteve nesta quarta-feira (13) na LAAD - Defence & Security, feira de equipamentos de segurança e defesa que será realizada até sexta-feira no Rio de Janeiro.

    Leia tudo sobre: policia militartabletscomputador de bordo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG