Cabral vai destinar 30% de recursos de Fundo Especial para pagar bombeiros

Os outros 70% serão utilizados na manutenção e aquisição de equipamentos e treinamento. Em 2010, arrecadação foi de R$ 110 milhões

iG Rio de Janeiro |

Agência Estado
Bombeiros fizeram uma grande manifestação hoje na orla de Copacabana, na zona sul carioca
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, enviará nesta segunda-feira (13) mensagem à Assembleia Legislativa (Alerj) modificando a destinação dos recursos do Fundo Especial do Corpo de Bombeiros (Funesbom) e determinando que 30% deles sejam utilizados para pagamento de gratificações aos militares.

 Os restantes 70% serão utilizados para manutenção e aquisição de equipamentos e treinamento de pessoal necessários ao trabalho de Defesa Civil, bem como assistência médico-hospitalar e assistência social do Corpo de Bombeiros.

Em 2010, o fundo arrecadou cerca de R$ 110 milhões.

Reajuste de 5,58%

Na última quinta-feira (9), o governador anunciou a criação da Secretaria de Estado de Defesa Civil, tendo como secretário titular o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões - designado o interlocutor da tropa junto ao governo.

Na ocasião, o governo enviou à Alerj mensagem antecipando de dezembro para julho os seis meses de reajustes salariais a bombeiros, policiais militares, policiais civis e agentes penitenciários - previstos nas leis 5.767 e 5.768, de 2010.

O reajuste para essas categorias é de 5,58%, o que vai gerar um impacto de R$ 323 milhões no caixa do Estado e que, somado aos reajustes de janeiro a junho deste ano, acumula 11,5% de aumento salarial em 2011.

Essa medida atende a todos os 16.202 bombeiros da ativa, 5.018 aposentados e 1.592 pensionistas; a 39.775 ativos da Polícia Militar, 20.445 aposentados e 13.175 pensionistas; a 9.254 ativos da Polícia Civil, 5.232 aposentados e 9.688 pensionistas; e a 4.329 agentes penitenciários da ativa, 1.328 aposentados e 1.238 pensionistas.

O total de servidores reajustados é de 127.276, sendo 69.560 ativos, 32.023 aposentados e 25.693 pensionistas.

    Leia tudo sobre: bombeirosRio de Janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG