Cabral assina termo que garante nova sede do Bope

Atual sede da corporação será ocupada por um quartel de comando das UPPs

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

O governador Sérgio Cabral assinou nesta terça-feira com o Exército Brasileiro o protocolo que confirma a cessão para o governo estadual de três terrenos localizados na Região Metropolitana do Rio. Uma das áreas – onde ficava o 24º Batalhão de Infantaria Blindado – irá sediar a nova sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Localizado no bairro de Ramos, o espaço fica próximo ao Complexo da Maré e de vias expressas importantes, como as linhas Vermelha e Amarela e a Avenida Brasil.

“Esse é um presente não só para os moradores do Complexo da Maré e da Ilha do Governador (bairro localizado próximo), como também para toda a população porque temos ali perto a Linha Vermelha e o Aeroporto Internacional do Galeão”, disse Cabral.

Segundo Cabral, a área, que possui mais de 200 mil metros quadrados, irá possibilitar que o Bope realize treinamentos em um mesmo local. Atualmente, muitas atividades da corporação são executadas fora da sede localizada no bairro de Laranjeiras. O espaço deverá sediar ainda a Companhia Independente de Policiamento com Cães e o GAM (Grupamento Aéreo e Marítimo). O secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, afirmou que a mudança do Bope para a nova sede deve acontecer em breve.

“Precisamos ver o que precisa ser feito no antigo batalhão. Vamos fazer um levantamento estrutural e avaliar os custos. Temos a máxima urgência em fazer isso porque o Bope precisa de um local como esse. O efetivo atualmente tem que se deslocar para realizar treinamentos”, informou o secretário.

Tavares Bastos

A atual sede do Bope está instalada na favela Tavares Bastos, em Laranjeiras, na zona sul do Rio. De acordo com Beltrame, o espaço irá ocupar um quartel de comando das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).

“A ideia é que o lugar que o Bope ocupa hoje seja um centro de formação e treinamento dos policiais lotados em unidades pacificadas”, relatou o secretário. “A UPP é um projeto que cresce e precisa de um local onde possam ser realizados os estudos e aperfeiçoamentos necessários”, completou.

Sobre a mudança da sede da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), a tropa de elite da Polícia Civil, Beltrame garantiu que a meta é encontrar um local que ofereça para a corporação um espaço necessário para a realização de treinamentos, a exemplo do que irá acontecer com o Bope.

“Existem vários locais possíveis, mas ainda não fechamos. A opção de Guadalupe (onde está o quartel do 1º Batalhão de Forças Especiais do Exército) foi bem avaliada pela Core, no entanto, a escolha definitiva ainda depende de algumas conversas. O Exército ainda está lá”, avaliou.

    Leia tudo sobre: BopeRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG