Cabral anuncia câmera em novos carros da PM no Rio

Tema voltou à tona depois da suposta cobrança de propina de PMs a Rafael Bussamra, atropelador de Rafael Mascarenhas

AE |

selo

O governador do Rio de Janeiro e candidato a reeleição Sérgio Cabral (PMDB) anunciou nesta quarta-feira, durante conversa com eleitores no Twitter, que todos os novos carros que forem adquiridos pela Polícia Militar (PM) terão câmeras. O tema voltou à tona depois da suposta cobrança de propina de dois agentes da PM a Rafael Bussamra, atropelador confesso do filho da atriz Cissa Guimarães, Rafael Mascarenhas, na madrugada de terça-feira da semana passada, dentro do Túnel Acústico, na Gávea (zona sul). 

No ano passado, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou uma lei que determinava a instalação de câmeras de áudio e vídeo nos carros da PM. O governador vetou a lei por entender que ela é inconstitucional, porque não indicava de onde sairia o dinheiro para pagar os equipamentos. A Alerj derrubou o veto. "A lei (sobre câmeras nas viaturas) era inconstitucional. Entretanto, a ideia é boa. Por isso, em todas as novas compras de viaturas, teremos as câmeras. Vale lembrar como eram os carros da PM até a nossa chegada: um desastre", escreveu o governador ao explicar a um eleitor o motivo do veto à lei. 

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Mario Sérgio de Brito Duarte, disse que os PMs cometeram um "ato criminoso" que justifica a "expulsão" de ambos da corporação. Os PMs tiveram prisão preventiva decretada na terça-feira pela Justiça Militar e devem ser ouvidos amanhã pela delegada Bárbara Lomba, da 15ª Delegacia de Polícia (DP), que investiga o caso. Hoje, prestaram depoimento os dois policiais militares que efetivamente fizeram o registro do acidente. A delegada não revelou o conteúdo do depoimento.

    Leia tudo sobre: Rafael Mascarenhascâmeracabral

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG