Bope participa de mais de 40 resgates em Nova Friburgo

Um batalhão de campanha foi montado no 11º BPM. Secretaria de Governo deslocou 180 pessoas de suas equipes para Região Serrana

iG Rio de Janeiro |

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Grupamento Aéreo Marítimo (GAM) realizou nesta quinta-feira mais de 40 resgates de vítimas das chuvas em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio de Janeiro. Cerca de 60 policiais participam da ação. Um batalhão de campanha foi montado no 11º BPM (Nova Friburgo) para abrigar os PMs.

O trabalho de resgate conta ainda com homens do Grupamento Especial de Salvamento e Ações de Resgate (GESAR), do Batalhão de Polícia Florestal e Meio Ambiente (BPFMA), da Companhia de Cães (CIA Cães), além das unidades operacionais do 11º BPM (Nova Friburgo), 26º BPM (Petrópolis) e 30º BPM (Teresópolis).

A Secretaria de Estado de Governo deslocou 180 pessoas de suas equipes, incluindo agentes da Operação Lei Seca, para a Região Serrana. Elas vão prestar auxílio às vítimas da tragédia provocada pelas chuvas como a distribuição de alimentos e donativos para os desabrigados

Desde a noite de quarta-feira (12), 94 agentes foram para Teresópolis, 46 para Petrópolis, e 40 para Nova Friburgo.

Hospital de campanha

A Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil montou próximo da sede da prefeitura em Teresópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, um hospital de campanha do Corpo de Bombeiros para ajudar no atendimento às vítimas das chuvas. A unidade possui cinco leitos e dez médicos, sendo cinco socorristas e cinco clínicos gerais.

As vítimas em estado mais grave receberão os primeiros socorros e depois vão ser encaminhadas para hospitais mais capacitados. Uma equipe da Subsecretaria de Vigilância em Saúde está atuando na área afetada na prevenção de doenças como a leptospirose e diarréias, que geralmente surgem após grandes enchentes.

Sanitaristas e infectologistas estão procurando os moradores para alertá-los sobre métodos de prevenção e também como reconhecer os sintomas das doenças.

Cartilhas estão sendo distribuídas trazendo informações sobre como acontece a transmissão, como fazer a limpeza das casas depois que as águas baixarem, o que deve ser feito com alimentos que foram molhados pelas enchentes e como deve ser tratada a água usada para beber.

De acordo com a Secretaria de Saúde, os técnicos da Subsecretaria de Vigilância em Saúde estão visitando os abrigos para onde estão sendo levados os desalojados e desabrigados, para avaliar as condições sanitárias destes espaços.

    Leia tudo sobre: desabamentochuvasbope

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG