Bonde estava hiperlotado, diz secretário de Transportes

Julio Lopes afirma que superlotação é "fenômeno cultural" e acontece durante deslocamento dos bondes

Anderson Ramos, especial para iG Rio de Janeiro |

O secretário Estadual de Transportes do Rio de Janeiro, Julio Luiz Baptista Lopes, afirmou que o bonde que tombou na tarde deste sábado, provocando a morte de cinco pessoas e deixando outras 57 feridas, estava “hiperlotado”.

“Já sabíamos da superlotação. Essa era uma preocupação minha, pessoal, mas nos deparamos com o fenômeno cultural de Santa Teresa”, disse Lopes.

Segundo o secretário, o bonde tem capacidade para transportar 38 pessoas – 34 sentadas e quatro em pé. “Mas, ao sair da estação Carioca com destino a Santa Teresa, muitos passageiros simplesmente pulam na composição.”

Lopes afirmou que os motoneiros (motoristas dos bondes) são orientados a não saírem da estação com lotação acima da permitida, mas que a superlotação acontece durante o deslocamento.

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, determinou a suspensão da circulação dos bondes até que os fatos sejam apurados com maior rigor. O Estado também pagará o sepultamento das vítimas e todas as despesas provocadas pelo acidente.

    Leia tudo sobre: acidentebondeSanta Teresaferidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG