Bombeiros e PMs que lideraram greve deixarão Bangu 1 mas continuarão presos

Corporações vão pedir à Justiça que militares presos sejam transferidos para unidades dos próprios órgãos

iG Rio de Janeiro |

O Governo do Rio de Janeiro anunciou nesta terça-feira (14) que PMs e bombeiros que foram presos por terem liderado o movimento grevista deverão ser transferidos da penitenciária Bangu 1 para unidades prisionais das respectivas corporações. A paralisação, iniciada na noite da última quinta-feira (9), foi encerrada oficialmente na noite de ontem (13).

Leia também : PMs e bombeiros decidem encerrar greve no Rio de Janeiro

Segundo o comunicado do governo, o comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Erir da Costa Filho, e o secretário estadual de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, entregarão as solicitações das transferências nesta quarta-feira (15) à juíza Ana Paula Penna Barros, da Auditoria Militar do Tribunal de Justiça.

Pelo menos 12 bombeiros e 17 PMs continuam presos por determinação da Justiça. O governo tomou essa decisão alegando o fim de ameaças à manutenção da ordem pública.

Ontem, após decidirem pelo fim da greve, representantes do movimento grevista disseram que lutariam pela soltura dos militares presos.

    Leia tudo sobre: grevebombeirosPMs

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG